[stag_dropcap font_size=”50px” style=”normal”]A[/stag_dropcap]s razões pelas quais Cristo adotou a carpintaria como ofício nunca foram explicitadas e podem ser especuladas aos montes (seguir os passos de seu pai José, adotar uma profissão tida por humilde, pura necessidade financeira).

Diante dessa liberdade quase poética, aqui vai mais um palpite: Jesus escolheu ser carpinteiro por toda a introspecção que isso acarreta.

Durante 18 minutos de fotografia e som muito bem cuidados, Tom Bonamici e Derek Lasher dedicam-se unicamente a construir um banquinho. Desde a derrubada de um carvalho até a colocação do estofado os dois não trocam uma palavra, apenas o silêncio e os ruídos ambientes enchem o ambiente.
Assista e reflita:

O processo inteiro exala calma e reflexão. Existe quem defenda ferrenhamente a necessidade do trabalho manual para a formação do caráter. Ao assistir “Greenwood” é quase impossível discordar.