Querido Gregório,

Aqui quem fala é Jesus. Costumo falar bastante assim, diretamente, mas não através dos jornais. De colunistas da Folha, então… Desculpa, nada contra.

Talvez você não tenha entendido minhas indiretas. Imagino que ainda que você negue, tem alguma consideração por mim. Afinal, vocês fazem dezenas de vídeos a meu respeito na Porta dos Fundos. Dou risada deles e até entendo meus amigos que ficam brabos com vocês. Humor nunca foi meu forte, pelo menos no que ficou registrado pelos apóstolos. Eles acham que isso não é coisa minha, mas não conhecem meu número de stand-up que fez sucesso com as miríades por aqui.

Você tem razão. O melhor lugar para me conhecer é na Bíblia e é uma biografia e tanto. Mas deixa eu te contar um segredo: não sou nem de direita, nem de esquerda, cara. Essa chatice foi inventada depois, por gente que dizia desprezar o que eu fiz, mas claramente deu uma lida em Atos 2:42. Marx falou, falou, mas eu realmente já tinha falado tanta coisa… Cheguei primeiro nesse papo de tudo é de todos.

Seu texto para o referido pastor foi bastante oportuno, preciso dizer. Já faz tempo que mando uns recados pra ele, mas não tem funcionado. Obrigado pela tentativa, mas deixa eu te falar: lembre que tem um estoque de “paciência” aqui marcado com seu nome e, pelos meus registros, você não tem entrado muito em contato com a nossa administração. Mas aqui é jogo rápido: pediu e leva entrega instantânea. Mais rápida que Sedex 10 – não que isso seja difícil. Alô, Dilma!

“Graça, amor e misericórdia é tudo que sou, mas vamos com calma. Não sou lulinha-paz-e-amor”

 

 

 

 

Mas vamos concordar: o querido pastor está mesmo precisando de uns puxões de orelha. Para ele, tem sido difícil prestar atenção no que sempre foi mais importante para mim. Infelizmente ele se deixou levar por batalhas que até pode se envolver, mas não daquele jeito. Eu não levantei o dedo para acusar ninguém, imagine ele.

Em situações assim, eu sempre mandava a galera estudar mais as Escrituras. Mas no que rolou contigo, dava pra mandar a turma ler seu livro de poesias ou crônicas. Eu, por exemplo, adoro um autor que me transformou em um leão e, por mais que eu recomende literatura, meus seguidores ainda precisam evoluir nisso aí.

No fim das contas, é impressionante como você entende sobre a minha história – às vezes melhor do que muitos que dizem me seguir. Graça, amor e misericórdia é tudo que sou, mas vamos com calma. Não sou lulinha-paz-e-amor. A verdade, verdade, é que eu vim para alcançar quem está perdido, mas também para salvar o homem de si mesmo. Isso inclui você, o pastor, os teólogos que criticaram seu texto e toda a galera que estiver procurando por isso.

O que talvez te surpreenda, veja só, é que pelo que eu acredito, tem salvação até para o pastor. Para mim, isso nem é difícil – ainda que seja difícil de entender.

No fim das contas, a turma que te critica está apenas com medo. Eles pensam que são os únicos que podem falar em meu nome e você deu um baita susto se passando por mim, quando somente eles estavam acostumados com isso. A real é que você não me entendeu por inteiro, mas eles também não entendem…ninguém entende.

Mas não vim pra ser entendido e sim imitado. Por eles, por você, por esse que aqui escreve.

  • Share this on WhatsApp
  • Pin this page0
  • 405
Assine nossa newsletter. É grátis!

Assine nossa newsletter.
É grátis!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba, semanalmente, doses de inspiração do catavento*

Deu tudo certo =) Obrigado por assinar nossa newsletter!

Simple Share Buttons